quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Crise de paradigmas

Katarini em ComunicaçãoMídiaAmbiente&Diversidade

"Tô me guardando pra quando o carnaval chegar..."

Já há alguns meses o assunto central, da mídia principalmente, é a tal crise financeira global. Mesmo que você nem saiba o porquê desta crise e o que ela vai siginificar a longo prazo, já se viu pensando, vendo ou ouvindo algo sobre...No Brasil, os efeitos começam a ser sentidos agora, com férias coletivas, demissões em massa e até certas chantagens de montadoras. Mas a crise deve ser encarada como um momento de mudanças, quebra de paradigmas, e é preciso aproveitar.

Tirando o problema do desemprego, a crise pode sim ser positiva. Semana passada coloquei no boletim do Vidágua "Crise pode ser positiva para o meio ambiente", com análise de um pesquisador sobre os efeitos positivos de uma turbulência econômica. 'Na indústria de veículos, o Brasil deixou de exportar em dezembro 62,1 mil carros, e isso também implica em redução do consumo de energia e de aço. Ainda estamos mensurando o quanto, mas é evidente - e isso pode ser afirmado tendo por base dados oficiais de 2008 - que o meio ambiente teve ganho substancial em função da não-exploração de recursos naturais, tanto renováveis quanto não-renováveis", explica o pesquisador do IPEA, José Aroudo Mota

Em artigo na revista Socioambiental, Cristina Tavelin comenta que em tempos de crise a economia dos recursos naturais é uma questão de sobrevivência para as empresas, e consequentemente de benefícios para o meio ambiente.

Que assim seja então. E quando a crise passar que a economia de recursos, o planejamento da produção e o consumo consciente sejam uma realidade.

A água e a floresta com certeza agradecem!

Um comentário:

Fernanda disse...

Pois, é, Katarini, o problema é que, no raciocínio consumista e capitalista, a recuperação para esta crise vem através de insentivos para o consumo e consequentemente do aumento de produção e aumento da utilização dos recursos naturais.
É um ciclo muito louco!!!!
O ideal seria que a crise service para que todos repensassem seus habitos e vissem que é possível viver abusando menos da mãe natureza...

Bjs, Fer