terça-feira, 5 de maio de 2009

A tal da gripe...

Nós, a Água e a Floresta - Fernanda

Fala, povo!!
Pelo titulo, vc pode estar pensando: “Mas o que essa tal de gripe “suína” tem a ver com preservação ambiental, com a Água e a Floresta??”
Tudo a ver!!!!!
Vamos pensar juntos...
Essa gripe é uma “mutação”, ou melhor, é uma “combinação” entre três ou mais vírus de gripe que afetavam o homem, aves e suínos criados em situação nem um pouco confiável, que resultaram em uma doença que agora é capaz de matar o homem.
Como o ser humano cria porcos, pegou a gripe. E gripe é gripe, um vírus que se espalha no ar, facinho de contaminar muita gente em pouco tempo...
Mas o que importa mesmo é entender como isso pode ter acontecido. Ou porque.
A criação de porcos pelo homem vem de milhares de anos. Sempre foi feita de forma, digamos artesanal.
Mas de uns tempos pra cá o lucro com esta criação aumentou, o preço subiu e foi necessário produzir mais, em menos tempo e em espaços menores. Aí entra o Agronegócio e suas multinacionais e pronto...
Melhoramento genético (para diminuir o tempo de abate) e mais animais em espaços menores (maior lucro com menos área utilizada). Combinação “explosiva”!!!
Altera-se a genética dos animais, muitas vezes sem o devido controle (ou sem a devida ética), e se coloca dezenas de porcos em espaços minúsculos. Receita ideal para o surgimento de novas doenças e para o descontrole sobre estas e outras já existentes.
Não dá pra generalizar, mas convenhamos que existe muita granja (isso mesmo, criação de porco se faz em chamadas granjas também...) no México, no Brasil e nos demais países do globo, construída e manejada de forma precária, o que acarreta, além da proliferação de doenças como essa gripe, até na poluição de rios e lençóis freáticos pelos dejetos dos porcos.
Taí...Novamente um problema para o homem, resultante de uma situação criada pelo próprio homem...
O planeta é grande, mas as pessoas estão se “encontrando” cada vez mais, o que facilita a proliferação deste tipo de doença.
E será que isso é culpa dos porquinhos??? (olha a carinha deles aí em cima..)
O que que tem que acontecer para entendermos que mexendo com a natureza estamos mexendo com nossa vida, estamos colocando em risco nossa segurança??
Será que depois desta “pandemia” o ser humano vai se tocar e prestar mais atenção no que está fazendo com o planeta??
Ou vamos esperar a poeira assentar, contar os mortos e continuar no embalo de sempre...

Inté

Um comentário:

Ivy disse...

Olhando as carinhas dos porquinhos, lembrei dos milhares de cachorrinhos assassinados nos Centros de Controle de Zoonose, "acusados" de espalharem leishmaniose. É fácil pegar um animal como "bode expiatório", né? Parabéns pelo post, Fer!