quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Jornalismo de Verdade

Katarini em ComunicaçãoMídiaAmbiente&Diversidade
Em ritmo acelerado...não sei dançar tão devagar

E aproveito o post de hoje para divulgar um trabalho muito interessante, que eu descobri a fundo recentemente no percurso da organização do Encontro de Comunicação Ambiental (faltando pouco mais de 10 dias!!!!). Trata-se da ONG Repórter Brasil http://www.reporterbrasil.org.br/ , que realiza um trabalho de investigação jornalística na área de combate a escravidão, Educação e Agrocombustíveis.

O foco no trabalho escravo está intimamente relacionado com a produção de agrocombustíveis e traz dados alarmantes, que atestam a necessidade de ações que erradiquem a prática, que na maioria das vezes, está diretamente relacionada com a degradação ambiental. "Há fazendeiros que, para realizar derrubadas de matas nativas para formação de pastos, produzir carvão para a indústria siderúrgica, preparar o solo para plantio de sementes, entre outras atividades agropecuárias e extrativistas, contratam mão-de-obra utilizando os famigerados “gatos”. Eles aliciam os trabalhadores, servindo de fachada para que os fazendeiros não sejam responsabilizados pelo crime", lembra a ONG em seu site. E mais: "Em março de 2004, o Brasil reconheceu na Organização das Nações Unidas a existência de pelo menos 25 mil pessoas reduzidas à condição de escravos no país – e esse é um índice considerado otimista".

Portanto, a situação é triste, mas é real, como diria meu companheiro de trabalho pela Água e Floresta, Marcos Diniz. E o trabalho desta ONG está aí para nos alertar. Comunicação para o Desenvolvimento, diriam certos teóricos...informações que deixam claro que a questão ambiental não está dissociada da social.

Vale a pena também conferir também o trabalho do Centro de Monitoramento de Agrocombustíveis do Repórter Brasil, que elabora relatórios minuciosos sobre a produção brasileira. O último deles é "O Brasil dos Agrocombustíveis - Palmáceas, Algodão, Milho e Pinhão-Manso - 2008", disponível no site.

Há ainda projetos voltados para a educação para os meios e comunicação comunitária.

Bom, e ainda teremos a possibilidade de algum representante da ONG participar conosco do Encontro de Comunicação Ambiental (www.faac.unesp.br/ambiental)
como sempre: cruzem os dedos!

abraços!

Um comentário:

Ivy disse...

Muito legal o site do Repórter Brasil, Kat! Tomara que venha alguém para o encontro! Jornalismo crítico e que dá bofetadas nas nossas caras! Beijão!