terça-feira, 1 de julho de 2008

Vivemos em uma bolha


Nós, a Água e a Floresta - Fernanda


Em nosso planeta encontramos todos os recursos que precisamos para sobreviver. E estes recursos estão disponíveis para todos os seres vivos e deveriam ser compartilhados de forma igualitária entre todos.
Mas não vemos isso acontecer...


E isso é uma tremenda burrice uma vez que vivemos junto com todos os outros seres vivos em uma bolha!!!

Isso mesmo, uma bolha. Você nunca se deu conta disso??
Veja a imagem e pense.


O planeta está envolto por uma camada de gases, que tem como principal função proteger nossa “casa” dos efeitos nocivos dos raios solares.
Esta capa protetora também segura o calor do sol, impedindo que volte para o espaço e assim impedindo que tudo aqui dentro congele.
Sem falar que ela tem uma espessura ideal para desacelerar meteoros, meteoritos e outras pedras que ameacem desabar aqui em baixo.


Agora se a Atmosfera é a capa do planeta, que segura o que está dentro e impede que entre o que está fora, ela transforma este planeta em uma coisa só.
Tudo o que está para dentro da atmosfera se funde, realizando constantemente uma troca eterna de partículas.
Por isso, querendo ou não tudo o que acontece em todo o planeta vai acabar nos afetando. Não importa que seja no Japão, na Austrália, na África nem nos Estados Unidos.
Estamos todos no mesmo barco, habitamos e dividimos a mesma casa e desta forma a responsabilidade é de todos.


Tá certo que algumas vezes o pessoal exagera...Dizer que a Amazônia é o pulmão do mundo, que produz oxigênio para todo o planeta é um pouco demais. Mas se este importante bioma for destruído, todo o planeta com certeza sentirá as conseqüências.
Se as cidades continuarem a produzir toneladas de dióxido de carbono, as matas, os mares, os rios, os animais (irracionais e não-tão-racionais) e plantas de todos os biomas serão afetados.
O equilíbrio do planeta não depende apenas da proteção do que resta de florestas, da preservação dos rios e mares, mas depende principalmente do ser humano cair na real e se perceber como “uma das criaturas da Terra” e não a mais importante!!
Concorda???


Até a semana que vem...Inté!

3 comentários:

Ivy disse...

Boa, Fer! Precisa traduzir esse texto pro inglês e mandar p/ uma galerinha que ainda não se deu conta que os outros países não são suas "lixeiras" particulares!

Marco Antonio Castelhano Tavares Labão disse...

Muito bom mesmo.
O que precisamos é realmente contaminar a quem pudermos com um mínimo de sentido de coletividade. Todos os atos contemporâneos parecem ser ordenados pelo mais puro egoísmo. Os poderosos querem cada vez mais e mais e com isso isso só fazem dilapidar o patrimônio Ambiental

Coletivo Vidágua disse...

Pois é, agora fiquei confusa:

Não sei se:
_Fico feliz por saber que todos podem melhorar o nosso mundo, fazendo apenas a sua parte.
_Ou se fico triste de pensar que divido meu precioso planetinha com seres inescrupulosos, egoistas e ávidos por lucro e consumo excessivo.

Será que não podemos mandar ua ordem de despejo pra estas pessoas?! Se quereem tanto destruir tudo, que busquem outro planeta no universo, uai!

bjo,
Ani.